Menu
Terça-feira, 25 de setembro de 2018
24º min
35º min

10/07/2018 às 13h49

Bolsonaro não vai sustentar o atual patamar, avalia cientista político


Notícias ao Minuto

Foto: Divulgação

A edição desta terça-feira, 10, do Estadão Notícias apresentou uma entrevista com o cientista político e sociólogo Bolívar Lamounier. Na conversa com o apresentador Haisem Abaki, da Rádio Eldorado/Estadão, ele traçou um amplo panorama do quadro eleitoral atual. Bolívar aposta que a corrida presidencial ainda vai convergir para o centro do espectro político. Para ele, o deputado Jair Bolsonaro, pré-candidato pelo PSL, não vai sustentar o atual patamar que as pesquisas têm indicado.

"Essa eleição não tem uma candidatura natural. Apesar disso, eu acho que ela tenderá para o centro, tenderá a ser convergente, e não divergente, não polarizadora. Porque, de um lado, eu acho que o Bolsonaro dificilmente se sustentará no patamar em que se encontra. Ele tem um minúsculo tempo de televisão, não tem um partido forte, então creio que não conseguirá ser um dos polos. Do outro lado, o Lula pode evidentemente transferir uma boa quantidade de votos para o (Fernando) Haddad, por exemplo. Pode até ultrapassar o Ciro (Gomes). Mas seria um polo só, uma perna só, uma espécie de um avião voando com uma asa só. Tudo isso me faz pensar que a eleição gradativamente vai caminhar para o centro, reunindo partidos como o MDB, PSDB, a Marina, e o DEM", avaliou.

Bolívar Lamounier ainda falou sobre o desencanto que tem abatido o eleitorado, avaliou as chances de Geraldo Alckmin (PSDB) deslanchar e criticou a aproximação de Ciro Gomes (PDT) com alguns partidos de direita, como o DEM e o PP.



<