Menu
Quarta-feira, 20 de junho de 2018
24º min
35º min

11/06/2018 às 20h18

Bélgica mostra poderio ofensivo e goleia a Costa Rica em teste pré-Copa


Gazeta Esportiva

A Bélgica derrotou a Costa Rica (Foto: John Thys/AFP) O Jogo

Na tarde desta segunda-feira, a seleção belga teve um importante teste para a Copa do Mundo. Enfrentando uma Costa Rica que se postava atrás da linha da bola, estratégia que deve encontrar em seus adversários do grupo G (Inglaterra, Panamá e Tunísia) do Mundial, a Bélgica mostrou seu poderio ofensivo para sair do gramado do Estádio Rei Balduíno, em Bruxelas, com uma goleada por 4 a 1.

Apesar do resultado, a partida não começou tranquila para os donos da casa, uma vez que a Costa Rica saiu na frente com Bryan Ruiz. Porém, o quarteto ofensivo formado por De Bruyne, Mertens, Hazard e Lukaku entrou em ação e virou o duelo. O centroavante do Manchester United, duas vezes, e o atacante do Napoli aproveitaram ótimas tramas ofensivas para, junto de Batshuayi, darem números finais ao triunfo belga.

A próxima partida das duas seleções já será pelo Mundial. A equipe de Roberto Martínez estreia na maior competição de futebol do planeta no dia 19 de junho, quando enfrenta o Panamá, em Sochi. Enquanto os costarriquenhos jogam contra a Sérvia no dia 18, em Samara.

O Jogo

Com uma formação bastante ofensiva, a Bélgica iniciou fazendo com que a partida acontecesse no campo de defesa do adversário, mas teve seus primeiros arremates bloqueados pela Costa Rica, que povoava a entrada da área e buscava sair em contra-ataques.

A estratégia defensiva dos costarriquenhos deu resultado aos 23 minutos, quando Vertonghen afastou mal e a sobra ficou para Bryan Ruiz acertar um belo chute no canto esquerdo Courtois, abrindo o placar.

Após o gol sofrido, os belgas continuaram rondando a bola perto da área do rival e, dessa vez, conseguiam terminar as tramas ofensivas com boas finalizações. Aos 30, o tento inicial da equipe de Roberto Martínez saiu. A defesa da Costa Rica cortou cruzamento, Hazard dominou na entrada da área bateu cruzado para Mertens, na segunda trave, apenas empurrar para o fundo das redes.

A supremacia dos belgas cresceu ainda mais na reta final da primeira etapa e a qualidade de Keylor Navas começou a aparecer. O goleiro fez grande defesa em chute cruzado de Lukaku, porém, não conseguiu repetir a ação aos 41, quando De Bruyne encontrou Mertens pela ponta direita, o atacante do Napoli cruzou na medida e o centroavante do United escorou para virar a partida.

Com um toque de bola incisivo que envolvia a Costa Rica e uma transição rápida, a Bélgica não demorou a ampliar o marcador na segunda etapa. De Bruyne, armador da maioria das jogadas belgas ao atuar como um segundo volante ao lado de Witsel, acionou Chadli, que cruzou para Lukaku cabecear e guardar o seu segundo tento no jogo.

Sem reação, a seleção costarriquenha era presa fácil para o poderio ofensivo dos Red Devils. Pouco tempo depois de entrar, Batshuayi deixou o dele. A Bélgica pressionou a saída de bola dos costarriquenhos e tomou a posse com Hazard, o meio-campista do Chelsea deu uma linda caneta em Tejeda, avançou e tocou para Lukaku, que deu passe rasteiro para o atacante do Borussia Dortmund marcar o tento.

No decorrer do segundo tempo, Roberto Martínez aproveitou para testar jogadores e, mesmo assim, a equipe não diminuiu o rendimento. O placar, contudo, não foi alterado e a seleção belga se despediu de sua torcida com uma bela exibição e uma elástica vitória por 4 a 1.

 
 

 

 



<